27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Esportes

São Paulo completa lista de títulos com a Supercopa

Publicado em 05/02/2024 12:02

Com a conquista da Supercopa do Brasil, o São Paulo tem todos os títulos possíveis no calendário atual para um clube brasileiro. Nenhuma outra equipe do país tem a coleção completa de troféus, algo que a formação tricolor alcançou na tarde de domingo (4), com uma vitória nos pênaltis sobre o Palmeiras, após empate por 0 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte.

A equipe do Morumbi agora é campeã estadual, do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil, da Supercopa do Brasil, da Copa Sul-Americana, da Copa Libertadores, da Recopa Sul-Americana e do Mundial.

Algo que foi possível graças à atuação de Rafael. O goleiro fez defesas importantes ao longo dos 90 minutos e teve ótimo desempenho na disputa por pênaltis. Defendeu as cobranças de Murilo e Piquerez e foi decisivo para a conquista do troféu que faltava.

“Só tenho que agradecer a Deus por tudo o que estou vivendo. Nem nos meus melhores sonhos eu poderia imaginar estar vivendo isto: conquistando títulos com a camisa do São Paulo, estando em campo, jogando”, afirmou o arqueiro.

“Este time merece demais, a gente trabalha muito. Estou muito feliz por conquistar mais um título com esta camisa”, acrescentou o jogador. “Quero também agradecer à minha família, que está sempre me ajudando na batalha diária.”

O triunfo rendeu um prêmio total de R$ 10,4 milhões. Só pela disputa da partida, cada equipe levou R$ 5,5 milhões. O título valeu mais US$ 1 milhão (R$ 4,9 milhões).

Um troféu bastante celebrado por Carpini, campeão no São Paulo após apenas cinco jogos. Foi a primeira taça da carreira do jovem treinador de 39 anos, que fez questão de agradecer ao antecessor, Dorival Júnior, que deixou o clube no mês passado para assumir a seleção brasileira.

“Este título é do trabalho do Dorival, deste grupo. Eles me permitiram celebrar aqui em jogo único. Claro, tem meu trabalho. Em uma derrota aqui, eu não viria e falaria: ‘Quem perdeu foi o Dorival’. Mas pegar um trabalho iniciado e vitorioso é mais fácil. Então, obrigado, Dorival”, afirmou o treinador, satisfeito com sua primeira glória nessa função.

“Foi um divisor de águas. Agradeço a Deus pela oportunidade. A diretoria teve coragem de me bancar, e a maneira de que os atletas me receberam foi ótima”, acrescentou Thiago.

O treinador, agora, quer manter um nível elevado. Ele tem consciência de que a Supercopa –embora saborosa, especialmente pela vitória sobre um rival histórico– está longe de ser o principal objetivo da temporada. O ano começou bem. Mas a torcida quer mais.

“A gente sabe que este título gera expectativa no torcedor. E eu tenho que ser o chato da história. Amanhã, a gente vira a chave. Vencer é muito difícil. A responsabilidade aumenta. A gente precisa correr atrás para corresponder à expectativa”, disse o comandante.

 

[Folha Uol]

Artigos Relacionados

Governo e Federação firmam parceria para a utilizar o Arena da Floresta em competições em 2024

Marcio Nunes

Brasil é salvo pelo VAR, vence a Venezuela e ganha vida na disputa por vaga olímpica

Jamile Romano

Cano é eleito Rei da América e Diniz o melhor técnico do continente

Jamile Romano

Endrick é eleito jogador sub-19 mais valioso do mundo

Jamile Romano

Seleção brasileira perde para Argentina e fica fora dos Jogos de Paris

Jamile Romano

Fluminense leva sustos do Al Ahly, mas vence e está na final

Marcio Nunes