27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Brasil

Está com medo de cair em golpe na Black Friday? Conheça a lista do Procon com sites a serem evitados

Publicado em 06/12/2023 08:12

Procon-SP divulgou lista de 78 sites que devem ser evitados por consumidores na Black Friday. Entram no ranking as empresas que não responderam às queixas de consumidores mesmo depois de terem sido notificadas pelo órgão de defesa.

Dois a cada três consumidores brasileiros pretendem ir às compras nesta sexta-feira (24), de acordo com Google, e golpes de sites e emails falsos de Black Friday triplicaram desde outubro

O número de sites que o Procon recomenda evitar quase dobrou em relação ao ano passado. Na lista o consumidor pode ver as URLs das páginas (o endereço do site), o CNPJ e o nome da empresa responsável.

A inclusão é feita após várias tentativas de contato com as empresas reclamadas e a lista está sempre em atualização .

 
Site Situação Inclusão na lista
123importados.com Fora do ar 5 de Maio de 2023
123multiofertas.com.br Fora do ar 13 de Junho de 2023
123multiofertas.net No ar 13 de Junho de 2023
Acessivelmodasbras.com.br Fora do ar 25 de Março de 2022
agachecomercial.net Fora do ar 19 de Julho de 2022
ascarishop.com Fora do ar 27 de Junho de 2023
bmjbaby.com.br No ar 27 de Junho de 2023
boavistaacabamentos.com Fora do ar 27 de Junho de 2023
brasilmagazine.com Fora do ar 27 de Junho de 2023
brezzy.com.br Fora do ar 20 de Junho de 2023
caixamisteriosa.com Fora do ar 20 de Junho de 2023
casadonatebrasil.com Fora do ar 20 de Junho de 2023
casakith.com.br Fora do ar 27 de Junho de 2023
casamagazinebrasil.com Fora do ar 27 de Junho de 2023
centroofertas.com.br Fora do ar 20 de Outubro de 2023
Cintosbyhi.com.br Fora do ar 25 de Março de 2022
cogumeloshop.com Fora do ar 16 de Dezembro de 2022
comandantedasofertas.com Fora do ar 30 de Junho de 2023
compufree.com.br Fora do ar 3 de Fevereiro de 2022
dbellestore.com Fora do ar 23 de Junho de 2023

 

Bianca Lobo, coordenadora jurídica do escritório Nelson Wilians Advogados, afirma que o consumidor deve desconfiar de promoções “fora da realidade” e que uma simples pesquisa pode ser feita para evitar esse tipo de golpe.

“Hoje, é possível consultar o CNPJ, no Google ou no site da Receita Federal, para verificar se a empresa existe, estar atento aos links e emails que ela envia e ir atrás para conhecer a reputação da loja e as principais reclamações que ela tem.”Prestar atenção no endereço da página também ajuda a identificar se a suposta oferta é uma isca para um golpe ou não. “Verificar se o acesso ao site é criptografado é importante para segurança do consumidor. Se ele tiver uma URL [endereço do site] que começa com https, por exemplo, indica mais uma camada de proteção para o consumidor.”

O Procon recomenda evitar clicar em links de ofertas recebidas por email, WhatsApp e redes sociais.

Golpes que usam sites falsos são chamados de phishing, referência à palavra pescaria em inglês, pois os cibercriminosos usam algum tema de interesse da vítima como isca.

Kaspersky, empresa de cibersegurança, identificou e bloqueou mais de 30 milhões de ataques de phishing relacionados a compras online, sistemas de pagamento e instituições bancárias nos primeiros dez meses de 2023.

EJA 10 DICAS DE SEGURANÇA PARA ESTA BLACK FRIDAY

  • Dar preferência aos sites conhecidos para as compras e verificar a reputação de sites não conhecidos em páginas de reclamações
  • Ter muito cuidado com emails de promoções que tenham links. Ao receber um email não solicitado, verificar se realmente se trata de uma empresa idônea. Acessar o site digitando os dados no navegador e não clicando em links
  • Sempre desconfiar de empresas que pedem pagamentos antecipados e prometem entregas em prazos longos
  • Verificar com atenção as formas de pagamento oferecidas pelo ecommerce e desconfiar quando existem poucas opções
  • Desconfiar das promoções cujos preços sejam muito menores que o valor real do produto
  • Verificar se a página tem selo de autenticação e número de seguidores compatíveis. Desconfiar de páginas recém-criadas
  • Dar preferência para o uso de cartão virtual nas compras online
  • Se for fazer uma compra presencial com cartão, sempre conferir o valor antes de digitar a sua senha
  • Em caso de compras presenciais, inserir você mesmo o cartão na maquininha. Caso tenha entregado o cartão ao vendedor, sempre verificar se o cartão devolvido é realmente o seu
  • Se for pagar com Pix, sempre fazer o pagamento dentro do ambiente da loja virtual. Quando o varejista fornecer o código QR Code, conferir com atenção todos os dados do pagamento e se a loja escolhida é realmente a que irá receber o dinheiro. Só fazer a transferência após essa checagem detalhada. A mesma dica vale para pagamentos com boletos

 

[Folha Uol]

Artigos Relacionados

OMS alerta sobre aumento de casos de sarampo no mundo

Jamile Romano

Pressionada por alimentos, inflação de novembro sobe para 0,28%

Marcio Nunes

Vacina da dengue é coberta pelo plano de saúde? Entenda

Jamile Romano

Evento do 8 de janeiro mostra Lula e STF com discursos alinhados, mas Congresso dividido

Jamile Romano

Termina nesta sexta prazo de inscrição no concurso unificado

Jamile Romano

Anvisa aprova consulta pública sobre proibição de cigarro eletrônico

Marcio Nunes