27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Acre

Com incentivo ao homem do campo, prefeitura fortalece o setor produtivo na capital

Publicado em 24/01/2024 09:01

Produção, Emprego e Dignidade. Esse é o lema da atual gestão municipal. Rio Branco nunca recebeu tanto incentivo no campo como agora. Campo rico, cidade rica. É com essa motivação que a Prefeitura da capital está trabalhando na zona rural da cidade. Os incentivos ao homem do campo são em todos os polos de assentamento e em áreas assistidas pela Secretaria Municipal de Agropecuária (Seagro), por meio da assistência técnica.

Na região do Benfica são 55 produtores assistidos em 83 hectares de área mecanizada. Cerca de 250 famílias beneficiadas direta e indiretamente.

O produtor rural, Pedro de Abreu, tem uma propriedade de 4 hectares, em sua área. Ele produz milho, melancia e macaxeira. Nesse período, o cultivo é de milho verde que ele comercializa na cidade. Pedro recebe toda a assistência técnica da prefeitura para o manejo da lavoura. Antes do plantio, a área dele foi toda corrigida com calcário e adubo.

“A assistência técnica ou incentivo dessa nova gestão é muito importante para nós produtores. Eu como pequeno produtor da agricultura familiar, não tenho recurso próprio, não tenho condições de, por exemplo, comprar o calcário. Para nós é muito caro. E a terra pegou 3,5 toneladas de calcário por hectare e foi fornecido, através desse programa, 7 toneladas aqui para nós. E está aí. Nós temos a nossa produção. O insumo também, a mecanização, a custo zero para nós. A hora do trator é muito cara também. Com esse incentivo nos ajuda a trabalhar, a produzir”, destacou o produtor.

O milho ele plantou em janeiro e vai colher no início de março. O produtor rural Marcos Matias é o engenheiro agrônomo do município que dá toda a assistência técnica ao seu Pedro. Ele diz que para que a lavoura seja bem-sucedida, a dedicação do produtor é essencial para o sucesso da produção. É o caso do seu Pedro.

“Ele fez todo o processo de correção da acidez e da fertilidade do solo no tempo certo e plantou uma semente de qualidade que é o 1058. Para produção de espigas de milho verde, para consumo in natura. Aí você vê. As características da folha. Uma folha com um verde bem tenso, tem plantas com duas espigas, mas só se cole uma, só dá uma boa. E altura ideal, em torno de dois metros de altura, quer dizer, todo o padrão genético da semente foi expresso aqui em função da boa correção do solo, quanto a acidez e a fertilidade.”

No plantio de dois hectares a estimativa de colheita é de 20 mil espigas, 18 mil reais na comercialização. São com esses incentivos e à disposição de produtores como o seu Pedro, que Rio Branco vai gerando riqueza no campo.

 

[Assessoria]

Artigos Relacionados

Veja o que abre e o que fecha no feriado do aniversário de 141 anos de Rio Branco

Jamile Romano

Parceria entre governo do Estado e Conab assegura inclusão de agricultores indígenas no Programa de Aquisição de Alimentos

Jamile Romano

Prefeitura de Rio Branco apresenta a imprensa programação do carnaval 2024

Jamile Romano

Michelle Melo faz apelo por pagamento atrasado de empresas de fardamento escolar

Marcio Nunes

Preços do diesel, da gasolina e do gás de cozinha sobem nesta quinta no Acre por alta no ICMS; entenda

Jamile Romano

Tacacá, chips de banana e comidas típicas movimentam Economia Solidária no Carnaval da Família

Jamile Romano