27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Policial

Alexandre de Moraes nega pedido de liberdade de Roberto Jefferson

Publicado em 27/12/2023 12:12

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta segunda-feira (18) pedido de liberdade do ex-deputado federal Roberto Jefferson.

Na decisão, Moraes rejeitou pedido da defesa do ex-parlamentar para substituição da prisão por medidas cautelares. Atualmente, Jefferson está internado em um hospital no Rio de Janeiro, onde realiza tratamento de saúde.

Jefferson está preso desde outubro do ano passado por oferecer resistência armada ao cumprimento de um mandado de prisão decretado pelo ministro.

Ao analisar o pedido de liberdade, Moraes disse que tratamento de saúde de Roberto Jefferson está sendo acompanhado no processo, contudo, as acusações contra o ex-deputado são “gravíssimas”.

“As condutas sob análise são gravíssimas e ferem com incisividade os bens jurídicos tutelados, sem que se verifique qualquer fato novo que possa macular os requisitos e fundamentos da decisão que decretou a prisão preventiva do investigado”, justificou o ministro.

No ano passado, às vésperas das eleições, Roberto Jefferson foi preso após publicar um vídeo na internet no qual ofendeu a ministra Cármen Lúcia com palavras de baixo calão.

Durante o cumprimento do mandado de prisão pela Polícia Federal, o ex-deputado deu tiros de fuzil e lançou granadas contra os policiais que foram ao local. Em função do episódio, ele foi indiciado por quatro tentativas de homicídio e virou réu.

[Agência Brasil]

Artigos Relacionados

Penitenciária no estado do Piauí registra fuga de 17 detentos

Jamile Romano

MP recorre de decisão que absolveu policial federal acusado de matar estudante

Marcio Nunes

Policiais penais concluem Curso Operacional Integrado

Marcio Nunes

Operações suspeitas com joias e bens de luxo explodem, aponta Coaf

Marcio Nunes

Um em cada quatro jovens relata ter sofrido violência no Brasil

Marcio Nunes

Governo do Acre moderniza armamentos da Polícia Civil

Marcio Nunes