27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Uncategorized

Sempre e sempre

Publicado em 18/01/2024 10:01

    De Bertoldt Brecht: a cadela do facismo está sempre no cio.

Em razão das revoluções norte-americana, francesa e russa emergiu uma nova face que se imaginava em favor dos direitos humanos e com as pretensões de evitar a surgimento de outras revoluções, ou mais precisamente, de novas guerras. Entretanto, as trágicas lembranças das referidas revoluções parecem esquecidas, e para piorar, nalgumas das guerras em curso, alguns dos países envolvidos detém em seus arsenais, os mais preocupantes e temíveis estoques de armas atômicas.

Na condição de polícia do mundo, não raramente, os EUA tem estado presente em quase todas as guerras, seja chamado ou auto-convidado. De outro lado, sempre disposta a alimentar o seu ante-americanismo a Rússia  também tem se comportado em pé de guerra. A propósito, os EUA e a Rússia dispõem de um volume de armas atômicas capaz de varrer todos os seres humanos do planeta terra. De mais a mais, em se tratando de guerra, suas cadelas estão sempre no cio e dispostas a entrar em ação.

Na guerra Israel/Hamas, como seria esperado, os EUA emprestaram todo o seu apoio ao terrorista Benjamin Natanyahu, motivo o bastante para a Rússia, comandada pelo ditador Vladimir Putin, emprestar o seu apoio, ainda que meio encabulado, aos terroristas do Hamas.

Na guerra Rússia/Ucrânia, jamais os EUA ficaria ausente, sobretudo, porque a mesma fora provocada pela truculência do ditador Putin. Lamentavelmente, o poder de fogo dos EUA, por mais uma vez, está sendo utilizado para alimentar, jamais para conter as guerras.

Cá, pertinho de nós, a democracia vem sendo tratada com o maior desapreço. A ver, a disposição do tirano Nicolás Maduro, ao pretender anexar a Venezuela 2/3 do território que ora pertence a República da Guiana. Na Argentina, a eleição do Javier Milei se constituiu num verdadeiro desafio e, portanto, a ser testado. Cá entre nós, a polarização Lula/Bolsonaro, só nos tem trazido sérias preocupações.

O que aconteceu no 8 de janeiro de 2023 foi o mais agressivo atentado contra a nossa democracia, e mesmo assim, para os bolsonaristas nada de anti-democrático aconteceu e até chegam a sugerir que alguns lulistas infiltrados, foram os principais responsáveis pelas destruições havidas nas sedes dos nossos três poderes.

Enquanto isto, os ânimos dos radicais bolsonaristas e dos não menos radicais lulistas, usam e abusam das chamadas redes sociais, e quando se fala na regulamentação dos referidos instrumentos, de pronto, os libertinos sugerem que a liberdade de expressão como um dos mais fundamentais direitos, e de fato o é, conquanto àqueles que invocam este direito ajam com responsabilidade, ou seja, que respeitem os direitos dos outros, do contrário, desaparece a liberdade e imerge a libertinagem.

Artigos Relacionados

Prefeitura de Rio Branco intensifica a limpeza nos parques da cidade

Jamile Romano

Prefeito Tião Bocalom sanciona lei que declara a Bíblia Sagrada como patrimônio cultural e imaterial de Rio Branco

Jamile Romano

Veja o que abre e o que fecha no feriado do aniversário de 141 anos de Rio Branco

Jamile Romano

Obras do Ramal do Adolar iniciam em Sena Madureira

Marcio Nunes

Em defesa de Gladson, Pedro Longo diz que denúncia ainda não foi aceita pelo STJ

Marcio Nunes

Governador Gladson Cameli sanciona orçamento de R$ 10,7 bilhões para o Acre em 2024; veja gastos

Jamile Romano