27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Acre

Saúde do Acre recomenda vacinação contra a covid-19 e influenza no combate as síndromes respiratórias

Publicado em 01/02/2024 10:02

No enfrentamento das síndromes respiratórias e na proteção das crianças e adultos, a vacinação emerge como uma poderosa ferramenta de prevenção. No Acre, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, destaca a importância da imunização contra duas doenças significativas: a covid-19 e a influenza.

A nova variante JN.1 do SARS-CoV-2 mantém sua circulação prevalente em diversos países, incluindo Índia, China e Estados Unidos, conforme relatório recente dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Embora não haja evidências de que cause doenças graves, a variante já foi identificada no Brasil, inclusive em indivíduos sem histórico de viagem ao exterior e apresenta circulação no estado do Acre.

A cobertura vacinal no estado, entretanto, está abaixo do esperado, especialmente entre as crianças. Segundo a secretária adjunta de Atenção à Saúde da Sesacre, Ana Cristina Moraes, cerca de 70% das crianças não estão recebendo as vacinas necessárias.

“A falta de cobertura vacinal tem elevado a vulnerabilidade em relação às síndromes respiratórias. É de suma importância que pais e filhos completem o calendário vacinal, diante da rápida disseminação de síndromes respiratórias. Estamos tomando medidas para incentivar a vacinação, inclusive entre os acompanhantes de crianças em internação”, destacou Ana Cristina Moraes.

A vacina Influenza trivalente, disponibilizada gratuitamente nas unidades de saúde, é uma peça-chave no combate à gripe sazonal. Produzida e entregue pelo Instituto Butantan, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a vacina deste ano inclui cepas do vírus influenza A (H1N1 e H3N2) e uma cepa do tipo B (linhagem Victoria). A necessidade de tomar a vacina anualmente é crucial, pois ela é atualizada conforme as cepas mais circulantes no mundo.

Desde novembro, observou-se um aumento nos casos de covid-19 e nas internações no estado. A Secretaria de Saúde ampliou os atendimentos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e unidades sentinelas, mas destaca que pacientes que apresentam agravamentos nos sintomas não completaram seus esquemas vacinais.

Programa Nacional de Imunizações (PNI): Priorizando os mais vulneráveis

A vacinação contra a covid-19 e Influenza faz parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI), priorizando populações mais vulneráveis. Crianças de 6 meses até 5 anos, idosos, pessoas com comorbidades, imunocomprometidos, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, pessoas em situação de rua e profissionais da saúde são considerados grupos prioritários. A vacinação desses grupos não apenas protege os indivíduos, mas contribui para a redução da circulação dos vírus na comunidade.

Em resumo, a vacinação é a melhor estratégia para proteger as crianças contra doenças imunopreveníveis, incluindo a covid-19 e a Influenza. É fundamental que pais e responsáveis estejam atentos ao Calendário Nacional de Vacinação, garantindo que as crianças estejam devidamente protegidas antes do retorno às aulas. A vacinação não apenas protege os indivíduos, mas também é essencial para conter a disseminação dessas doenças na comunidade, promovendo a saúde coletiva e a segurança de todos.

 

[Agência de Notícias do Acre]

Artigos Relacionados

Acre é o primeiro a ter 100% de adesão ao Plano Nacional Aldir Blanc

Marcio Nunes

Governo e Aleac pactuam acréscimo de R$ 30 milhões no orçamento da Sesacre

Marcio Nunes

Obras do Ramal do Adolar iniciam em Sena Madureira

Marcio Nunes

Governo e MP realizam ação para emissão de Carteira Estadual da Pessoa com TEA

Jamile Romano

Conheça os números emergenciais das forças de segurança

Jamile Romano

Balanço da Polícia Civil mostra resultados significativos no combate ao crime organizado

Marcio Nunes