27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Brasil

Fluminense estreia no Mundial de Clubes contra o Al Ahly, do Egito

Publicado em 18/12/2023 08:12

Após a conquista do primeiro título da Copa Libertadores da América há 44 dias, o Fluminense dá o pontapé inicial nesta segunda-feira (18) rumo a outra conquista histórica para o clube: o tíulo do Mundial de Clubes da Fifa. Ás 15h (horário de Brasília), a equipe comanda pelo técnico Fernando Diniz entra em campo contra o Al Ahly (Egito), campeão da Champions League da África, pelas semifinais do Mundial, no Estádio King Abdullah, em Jeddah (Arábia Saudita).

Debutante na competição, o Tricolor medirá forças contra um velho conhecido no Mundial. O Al Ahly já participou de nove edições e, apesar de não tenha vencido nenhuma, obteve o terceiro lugar em 2006, 2020 e 2021. O time egípcio assegurou presença na semi contra o Flu ao eliminar na última sexta (15), por 3 a 1, o anfitrião Al-Ittihad, cujo elenco conta com estrelas como Benzema e Kanté.

Só a vitória interessa à equipe carioca nesta segunda (18). Se ganhar, o Fluminense se classifica para a disputa do título mundial contra o vencedor da outra semi, entre Manchester City e Urawa Red Diamonds, às 15h de terça (19). A final do Mundial de Clubes ocorrerá na próxima sexta (22), às 15h.

Ciente do desafio que o Flu tem pela frente, Diniz afirmou durante coletiva no domingo (17) que o time conhece bem o adversário egípcio e está preparado para dar o seu  melhor em campo.

(Agência Brasil)

 

Artigos Relacionados

Dois detentos fogem de presídio no RN em 1ª fuga de unidade federal do país

Marcio Nunes

Mossoró: acusados de traição, acreanos fugitivos estão jurados de morte pelo CV

Jamile Romano

Saiba quais remédios são contraindicados em caso de suspeita de dengue

Marcio Nunes

Presidente sanciona lei que prevê bolsa de permanência para alunos do ensino médio

Jamile Romano

‘Em hipótese nenhuma’ Maduro vai usar o Brasil para invadir a Guiana, diz ministro da Defesa

Marcio Nunes

Brasil lidera ranking de homicídios no mundo, mostra estudo da ONU

Marcio Nunes