27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Acre

Erosão avança em bairro de Rio Branco após chuva acima do esperado

Publicado em 05/01/2024 08:01

As fortes chuvas que atingiram a capital Rio Branco seguem causando estragos aos moradores nesta quinta-feira (4). No bairro Airton Sena, região da Baixada da Sobral, uma erosão na Rua Campo Novo avançou e ameaça chegar até às residências.

Equipes da Defesa Civil Municipal fizeram o isolamento da área e avaliam os estragos.

“Temos aqui uma ocorrência de erosão aumentada. Já tivemos essa ocorrência anteriormente, já foram retiradas famílias pela Defesa Civil e a Seasdh [Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos] e fomos acionados novamente para este local. Verificamos que a erosão aumentou, inclusive, o isolamento feito pela RBTrans já foi por água abaixo, e agora temos o isolamento da Emurb”, explicou o coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, tenente-coronel Cláudio Falcão.O coordenador destacou que na área ainda há famílias em situação de risco. “As convidamos para ir até a nossa sede para darmos os devidos encaminhamentos. Envolveremos a Seinfra, claro, e o gabinete do prefeito e os demais órgãos que se fizerem necessários para poderem resolver o problema dessas famílias que estão aqui”, confirmou.

Entre a tarde dessa quarta (3) e a manhã desta quinta, o acumulado de chuvas no período foi de 99,5 milímetros, segundo o monitoramento da Defesa Civil Municipal. Ainda de acordo com o órgão, o volume representa dez vezes o esperado para 24 horas.O volume ainda não afetou o nível do Rio Acre, que registrou um pequeno aumento entre quarta e quinta, saindo de 6,42 metros para 6,43 metros.

Moradora de uma área ao lado do Igarapé São Francisco, em Rio Branco, a cozinheira Rosimeire Rodrigues está apreensiva por conta das chuvas. É que no ano passado o igarapé foi um dos que transbordaram na capital acreana, e as águas invadiram a casa dela.

Rosimeire teme que a situação se repita este ano, e já se planeja para tentar evitar os transtornos sofridos em 2023. Ela diz que, caso o nível continue subindo, não vai esperar as águas alcançarem sua casa para se retirar do local.

“Eu não vou esperar entrar. Se chegar aqui no quintal, eu já tô saindo com tudo. [No ano passado] Eu saí daqui dentro de uma caixa d’água. Duas horas da manhã, não teve bombeiro, não teve ajuda de vizinhos que vieram me socorrer. Quando vai chegando essas datas de chuva, a gente já fica apreensivo, preocupado, se quando acordar à noite vai estar cheio de água”, relata.

O receio da moradora também é comprovado pelo acompanhamento da Defesa Civil de Rio Branco. À CBN Amazônia Rio Branco, o coordenador da Defesa Civil Municipal, tenente-coronel Cláudio Falcão, disse que apesar do Rio Acre ainda não estar sendo afetado pelo volume de chuva, os igarapés da capital acreana já estão em níveis elevados.

“Os igarapés aqui de Rio Branco estão bastante cheios, com um nível bastante elevado. Então, como nós ainda temos chuva nesse momento em alguns pontos, nós temos risco e potencial de essa água atingir diversas residências na cidade. Por isso, a gente deixou o alerta para a comunidade averiguar em relação à sua moradia, quem mora próximo aos igarapés, dos córregos, especialmente. Porque nós temos o risco de termos a água invadindo, dada a quantidade de chuva que se acumulou nas últimas horas. Então, apesar do nível do rio não ter aumentado significativamente, nós temos essa outra parte que é a quantidade de chuva e também o risco e potencial de enxurrar e atingir diversas residências”, alertou.Considerando o monitoramento, a capital acreana já acumula 121,7 milímetros de chuva nos primeiros dias de janeiro:

  • 1º de janeiro – 22 milímetros
  • 2 de janeiro – sem registro de chuvas
  • 3 de janeiro – 0,2 milímetros
  • 4 de janeiro – 99,5 milímetros

Ainda segundo Falcão, as chuvas podem chegar até ao dobro do esperado para o mês, e reforça os cuidados e atenção para possíveis emergências.

“Nessas últimas horas, choveu dez vezes mais do que é esperado para um dia no mês de janeiro. Então, nós temos, inclusive, acima de trinta por cento do que é esperado para o mês inteiro de janeiro chovido nas últimas horas. Tudo isso é um sinal de muito alerta para nós. No mês de janeiro, nós temos previsões de chover até o dobro do que é esperado e com isso, evidentemente muda e traz grandes riscos. Então, precisamos ter o máximo de cuidado possível, com esses cuidados a gente consegue superar a dificuldade que temos durante esse período”, acrescentou.

Artigos Relacionados

Governo divulga calendários de Eventos Turísticos e de Eventos para o ano de 2024

Jamile Romano

Governo inicia preparativos para o Réveillon da Família 2024

Marcio Nunes

Veja a lista de feriados nacionais e pontos facultativos em 2024

Jamile Romano

Estado divulga resultado de entrevistas do processo seletivo do Saneacre

O Rio Branco

Com uma faca, homem tira a própria vida dentro do PS da capital

Marcio Nunes

Carreta da Defensoria Pública oferece atendimento jurídico em frente ao Palácio Rio Branco até a próxima quinta

Jamile Romano