27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Policial

Pai e filha são condenados por tráfico de drogas em Xapuri

Publicado em 06/12/2023 08:12

O Juízo da Vara Única da Comarca de Xapuri condenou pai e filha que se associaram para traficar drogas. O pai por ser reincidente, com sentença de 2016 pela prática do mesmo crime, deve cumprir 22 anos de reclusão e deve pagar 2.600 dias multa e a filha, teve a pena atenuada pela confissão, mas foi condenada a nove anos e oito meses de reclusão, além de 1.450 dias-multa. Ambos precisam começar o cumprimento das penas em regime fechado.

A sentença é assinada pelo juiz de Direito Luís Pinto, titular da unidade judiciária, que reconheceu que os réus cometeram os crimes especificados no artigo 33, caput, e art. 35, caput, todos da Lei n.°11.343/06, em concurso material, na forma do art. 69, do Código Penal.

O caso iniciou com a denúncia contra o pai e a filha por terem em posse de 14 gramas de cocaína e 44 gramas de maconha e estarem associados para pratica tráfico de drogas. Eles foram presos preventivamente em abril de 2022.

Ao analisar a situação, o magistrado destacou as consequências ruins para a sociedade destes crimes. “A traficância em âmbito internacional demonstra seu poderio bélico e econômico desafiando as polícias, sobretudo os próximos à fronteira, como no caso da pacata Xapuri, que acaba sendo usada como meio para distribuir drogas. Além disso o tráfico de drogas fomenta a prática de pequenos delitos, como o roubo e furto, por parte dos usuários para manter o vício”.

Além disso, registrou como negativa diversas circunstâncias dos atos, mas especialmente, o fato dos réus serem pai e filha. “No caso, conforme ficou devidamente demonstrado (…), além do parentesco (pai e filha) que se une as pessoas por vínculo sanguíneo, ficou devidamente demonstrado que os autuados se associaram para a prática do crime de tráfico de drogas de forma estável”.

 

[TJ/AC]

Artigos Relacionados

PF deflagra operação contra armazenamento de conteúdo pornográfico infantojuvenil em Rio Branco

Jamile Romano

MPAC obtém prisão preventiva de policial penal que matou jovem durante Expoacre

Redacao

MP recorre de decisão que absolveu policial federal acusado de matar estudante

Marcio Nunes

Aumento de prisões fortaleceu o crime organizado, avalia pesquisador

Marcio Nunes

PM e esposa são suspeitos de abusar dos filhos e filmar os crimes

Jamile Romano

Homem que esfaqueou e matou jovem de 17 anos é preso em flagrante

Jamile Romano