27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Política

Ministério das Mulheres quer discutir combate à misoginia no G20

Publicado em 16/01/2024 12:01

O Ministério das Mulheres quer priorizar as discussões sobre enfrentamento à misoginia e às violências e também a justiça climática no Grupo de Trabalho sobre Empoderamento de Mulheres, que ficará sob coordenação da pasta durante a presidência brasileira no G20.

A reunião, a primeira da história do grupo de trabalho, ocorre nos próximos dias 17 e 18 de janeiro por videoconferência. A ministra Cida Gonçalves (Mulheres) vai fazer uma fala curta de boas-vindas aos representantes dos membros do bloco e ressaltar a prioridade ao combate à desigualdade de gênero.

Os representantes do Brasil estarão presencialmente na sede do Serpro, o quartel-general do G20.

A intenção do GT é discutir alguns pontos, entre eles a igualdade entre os gêneros, que abordará como a divisão sexual do trabalho perpetua a desigualdade entre homens e mulheres, por meio da garantia de empregos e salários superiores aos homens e do trabalho doméstico das mulheres. Também será discutido o eixo de trabalho e políticas de cuidado, uma série de tarefas domésticas e de esforços com dependentes (crianças, idosos, doentes ou pessoas com deficiência) que precisa ser realizada para que todos produzam e cumpram seu papel na sociedade.

[Folha Uol]

Artigos Relacionados

Retrospectiva 2023: Meu compromisso com a educação é também compromisso com o Acre e o Brasil, lembra Socorro Neri

Jamile Romano

Lula vai excluir condenados no 8 de janeiro do indulto de Natal

Jamile Romano

Assessores acusam André Janones de montar esquema de ‘rachadinha’ em gabinete na Câmara

O Rio Branco

Comissões aprovam matérias da Defensoria Pública

Marcio Nunes

Desvalorização do dólar oficial é medida mais aguardada por empresários argentinos

Marcio Nunes

Agenda de Lula tem 86% de reuniões com ministros e 14% com ministras

Jamile Romano