27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Brasil

Estado reforça a importância dos cuidados paliativos e a prevenção no combate ao câncer

Publicado em 06/12/2023 08:12

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Câncer, celebrado em 27 de novembro, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Saúde (Sesacre), reforça a importância da prevenção, do diagnóstico precoce e dos cuidados paliativos no tratamento da doença. A data, instituída em 1988 pelo Ministério da Saúde, é um momento propício para aumentar a conscientização sobre a enfermidade que o Instituto Nacional de Câncer (Inca) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam como das mais frequentes e mortais.

No Brasil, o câncer de pele não melanoma é o mais comum, seguido pelo câncer de mama em mulheres e de próstata em homens. Os dados alarmantes revelam a urgência de abordagens eficazes na luta contra o câncer, incluindo a importância dos cuidados paliativos.

Receber um diagnóstico de câncer pode ser devastador, e os cuidados paliativos surgem como um suporte vital nesse contexto. A Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) registrou 81.597 atendimentos oncológicos de janeiro a outubro deste ano, oferecendo 12 especialidades médicas para o tratamento da doença.

A equipe multidisciplinar da Unacon é composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas.

Olda Magalhães, médica de família e comunidade da unidade, destaca: “Nosso trabalho é proporcionar uma assistência multidisciplinar focada na qualidade de vida do paciente e seus familiares. Com os cuidados paliativos, abordamos de maneira integral os aspectos físicos, sociais e psicológicos da doença”.

Além dos tratamentos avançados, a prevenção continua sendo essencial. Hábitos saudáveis, como não fumar, evitar o sedentarismo e manter uma alimentação equilibrada são medidas efetivas na redução de riscos. A proteção solar e exames periódicos também são fundamentais. Em casos de risco elevado, exames genéticos podem ser decisivos para um diagnóstico precoce e um planejamento terapêutico eficaz.

Há cerca de três anos, a atriz e professora de teatro Claudia Toledo descobriu um câncer de mama após fazer exame de mamografia. Realizou o tratamento e venceu a doença. Paciente da Unacon, enfatiza a importância da prevenção e dos cuidados continuados.

“Após vencer o câncer, transformei minha experiência em arte para incentivar o autocuidado. A detecção precoce e a manutenção do tratamento são fundamentais. Enfrentar o câncer é desafiador, e a prevenção e os cuidados são vitais”, afirma.

 

[Agência de Notícias do Acre]

Artigos Relacionados

Fluminense estreia no Mundial de Clubes contra o Al Ahly, do Egito

Marcio Nunes

Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 3

Jamile Romano

Sucesso da COP depende de texto sobre combustível fóssil, diz Marina

Marcio Nunes

Como usar o app do governo que promete inutilizar celular roubado com um clique

Jamile Romano

Governo sanciona lei que garante pensão vitalícia a filhos de doentes isolados por hanseníase

Redacao

Brasil quer eliminar 14 doenças que atingem população vulnerável

Marcio Nunes