27.3 C
Rio Branco
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
O RIO BRANCO
Acre

Após ter negado procedimento, MPAC recomenda que Hospital de Feijó assegure aborto legal

Publicado em 09/02/2024 08:02

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio da Promotoria de Justiça Criminal de Feijó, emitiu uma recomendação ao Hospital Geral de Feijó para que adote medidas de combate à violência obstétrica e que assegure o direito ao aborto legal.

A recomendação ocorre após a Unidade se negar a interromper a gravidez de feto anencéfalo.

O promotor de Justiça substituto Lucas Nonato ressalta os direitos fundamentais da mulher grávida previstos na Constituição Federal, além das hipóteses de abortamento lícito.

O aborto é permitido quando não há outro meio de salvar a vida da gestante, quando a gravidez é resultado de estupro e há consentimento da gestante, bem como nos casos de existência de feto anencefálico (sem cérebro), não sendo necessário a intervenção do MP, ordem judicial ou comunicação policial para ser realizado.

“A negativa de realização do aborto ou a imposição de requisitos não previstos em lei é considerada violência psicológica, configurando-se como violência institucional quando adotada por profissionais de saúde”, comenta.

O MPAC recomendou que o Hospital garanta a realização de procedimentos de interrupção da gestação em casos de aborto legal, independentemente da idade gestacional e peso fetal.

Foi estabelecido o prazo de dez dias úteis para a resposta do Hospital Geral de Feijó sobre o acatamento ou não da recomendação. Em caso de não resposta ou não acatamento, medidas judiciais e administrativas cabíveis serão adotadas.

 

[Assessoria]

Artigos Relacionados

Semulher realiza campanha contra o assédio e a importunação sexual no Carnaval da Família 2024

Jamile Romano

Procedimentos realizados por videolaparoscopia na Fundhacre geram segurança

Marcio Nunes

Ifac abre inscrições para cursos gratuitos de inglês e espanhol em Rio Branco

Marcio Nunes

Governo busca apoio para aprovação de projeto que autoriza doação de área federal ao Estado do Acre

Jamile Romano

Grupo responsável por furto de gado em Epitaciolândia é condenado a mais de 3 anos de prisão

Jamile Romano

Um espetáculo o ascender das luzes natalinas na praça da Revolução em Rio Branco

Marcio Nunes