net-prf-enem_13-02-2014
 
 
 
 
You are here: Concursos Governo do Acre inicia processo de seleção para Escola Acreana de Música
 
 

Governo do Acre inicia processo de seleção para Escola Acreana de Música

thumb_teste54034354121Abertura foi animada pela banda do 4º BIS, que apresentou um repertório do clássico ao popular.

A abertura dos testes de seleção para a Escola Acreana de Música, que teve início na segunda-feira, 14, foi animada pela apresentação da banda de música do 4º  BIS. Os músicos, regidos pelo maestro Tenente Messias, apresentaram aos cerca de duzentos inscritos - os primeiros que passariam pelos testes na parte da manhã - um repertório do clássico ao popular. Eles aproveitaram o momento para contar um pouco da história de cada instrumento musical à plateia.

Ampliar o diálogo com a comunidade com o propósito de promover a universalização do acesso aos bens culturais. Esse é um dos objetivos do programa de formação da Escola Acreana de Música, coordenada pela Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), do governo do Estado. Dircinei Souza, diretor-presidente da FEM, esteve presente à abertura e falou do processo de ingresso na Escola de Música como "um importante momento que tem como foco principal a comunidade".

“Todos temos um dom, mas é necessário que surjam oportunidades para que possamos realizar esse lado artístico. É preciso dar vida a esse espaço, e nosso papel como governo é de implementar políticas públicas para atender a comunidade acreana, para incluí-la”, disse o presidente.

Dircinei adiantou ainda que a ideia é fazer com que a escola tenha autonomia, por meio de um projeto que envolva a FEM, a Universidade Federal do Acre (Ufac), a Secretaria de Estado de Educação (SEE) e outras organizações. Ele apontou que uma das ações com o programa é a criação dos núcleos de formação musical em alguns bairros, como extensão do projeto de formação da Escola Acreana de Música.

“Será uma ação focada na formação musical principalmente para os jovens. Esses núcleos, extensão do projeto, com certeza poderão atender a comunidade dos bairros distantes da escola”, destacou.

Processo seletivo

A seleção se estende até  a próxima sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. A coordenação da escola pretende atender até 500 alunos por dia, dos cerca de três mil e quinhentos inscritos.

No teste será aplicada uma metodologia simples, em que o candidato não precisará ter o domínio sobre as técnicas musicais. A banca examinadora é  composta por professores da escola, do curso de música da Ufac e por músicos da banda do 4º BIS - ao todo dez profissionais da área.

“O teste é perceptivo e o trabalho envolverá a coordenação motora, a afinação, a memória rítmica e a melódica. Esse é um dos momentos mais ricos, pois acabamos descobrindo vários talentos”, comentou o maestro Cunha, um dos coordenadores do programa de formação musical da escola.

Guitarra foi o instrumento escolhido por Airon Douglas Gomes, 17. Na fila dos primeiros a participarem do teste, o jovem, que toca numa banda de rock, mostrava-se bastante tranquilo e confiante. Para ele, o curso será uma oportunidade para ingressar na carreira de música.

“Não posso e nem estou nervoso. Agora é a hora para mim, que já toco há quatro anos, me concentrar e passar no teste, pois pretendo fazer faculdade de música na Ufac. Na verdade, quero ser professor.”

Enquanto uns pretendem se profissionalizar na área, outros querem apenas utilizar a arte como hobby e relaxamento. É o caso de Valmiki Francisco da Silva, 58. “Saxofone é minha paixão. Música é uma arte que inspira as pessoas. Minha intenção em aprender a tocar um instrumento é de transformar a minha vida e com isso buscar uma melhor qualidade de vida”, disse.


 




Veja também:


 
 
 
 
 
 
  • Opinião


Foto Antonio MunizAntonio Muniz

Panorama

Foto de Mathias NaganumaMathias Naganuma

Crônicas

Foto Narciso MendesNarciso Mendes

Artigos